jusbrasil.com.br
3 de Abril de 2020

Mike Ross da Bahia: a fraude que durou 22 anos

Um suspeito de exercer ilegalmente a advocacia há 22 anos foi preso em Vitória da Conquista, no Estado da Bahia.

⚖ Estevão Ferreira, Bacharel em Direito
Publicado por ⚖ Estevão Ferreira
mês passado

Imagem: USA Network (Suits)

"Um homem suspeito de atuar ilegalmente como advogado em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, foi preso na noite de sexta-feira (14).

De acordo com informações da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Subseção Vitória da Conquista), João Maria Raimondi, de 44 anos, incentivava moradores a ingressar com ações judicias contra a Caixa Econômica Federal, orientando sobre possíveis danos materiais e morais praticados pelo banco. De acordo com a OAB, essa atuação caracteriza prática de assessoria jurídica.

Ainda segundo a entidade, o suspeito, que dizia está há 22 anos atuando na área, prometia resultados efetivos para os possíveis clientes. Ele portava cartão CNPJ com informações falsas e se declarava prestador de serviços jurídicos.

O suspeito recebeu voz de prisão de representantes Comissão de Combate ao Exercício Ilegal da Profissão da OAB. O flagrante ocorreu no Residencial Flamboyant “Minha Casa Minha Vida”, no bairro Miro Cairo. No momento da abordagem, o suspeito estava no quiosque do condomínio, prestando atendimento jurídico para cerca de 50 moradores do local e do condomínio Jacarandá.

A OAB ainda informou que o suspeito estava há cerca de duas semanas em Vitória da Conquista e já havia prestado o mesmo atendimento para moradores dos residenciais Pau Brasil, Ipê, Acácia e Jequitibá, ambos no Miro Cairo.

A ação foi operacionalizada pela Comissão de Combate ao Exercício Ilegal da Profissão da OAB Vitória da Conquista e contou com o apoio da 78ª Companhia Independente de Polícia Militar.

Após o flagrante, o suspeito foi encaminhado para o Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP), onde segue detido e está à disposição da Justiça. Na ocorrência, fooi imputado a ele as práticas de exercício ilegal da profissão e falsidade ideológica.

A OAB destacou que está apurando o possível o envolvimento de advogados nas atividades ilícitas e que, sendo identificados, os profissionais serão encaminhados ao Tribunal de Ética e Disciplina da entidade."

Fonte: G1

3 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Esse aí, estava atuando de forma irregular, por não ser advogado e ou não ter inscrição na OAB, mas há muitos anos passados, um outro devidamente documentado, teve sua atuação num município próximo a Jundiai-sp, como um "vendaval". Muitas famílias foram prejudicadas. Não me lembro o nome e nem data, porque já são decorridos mais de 25 anos... A diferença entre os dois, foi apenas DOCUMENTAL continuar lendo

Pois é, infelizmente a inscrição na OAB como advogado não impede alguns de praticarem essas coisas e prejudicarem outras pessoas. Tomara que o causídico tenha perdido a sua inscrição junto à OAB. A diferença desses advogados para o Mike Ross é que eles prejudicam pessoas e o Mike da série Suits gosta de ajudar. Obrigado por acrescentar com o seu comentário, Perciliano! Um abraço! continuar lendo

Pela lógica, sim Dr Estevão. Eram dois, se não me engano (um casal). Além de perderem seus imóveis pra incorporadora (deixaram de pagar as prestações), perderam também dinheiro, que teria sido repassado ao casal. Se não perderam o registro na OAB, foi muita INJUSTIÇA... continuar lendo